terça-feira, 11 de agosto de 2009

É preciso enaltecer o gesto de Assis Almeida

Nesse caso do parecer do ex-procurador Marcelo Weick, na questão da multa do moinho, há um aspecto que eu não vi ninguém explorando: a coragem de Assis Almeida em defender a lisura e a transparência do processo, doa em quem doer.

Eu vi comentários sobre a briga por cargos, sobre a fogueira de vaidades e outras abordagens, mas ninguém discutiu a contribuição que um servidor que ocupa um cargo de confiança deu ao por em risco até o seu emprego para defender o seu ponto de vista e o interesse público.

É bem verdade que essa questão da multa também precisa ser mais aprofundada. Todos já ouviram falar ou sentiram na pele a ação nefasta de fiscais que criam dificuldades para vender facilidades. Não digo que é o caso, mas como tudo é possível nesse velho Brasil de guerra, é bom termos um pouco de cautela antes de condenar sem direito de defesa. Pelo sim, pelo não, cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém !

Nenhum comentário:

Postar um comentário