sábado, 17 de abril de 2010

Exame da OAB 2010.1 será entre 10 e 30 de maio

Transcrevo matéria do WScom:

15/04/10 - 12:04

Lançada a data de publicação do edital das provas da primeira fase do Exame de Ordem 2010.1


Edital será laçado no dia 10 de maio
Decidido pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil a data para o lançamento do edital sobre a realização das provas da primeira fase do Exame de Ordem da OAB 2010.1, dia 10 de maio.

Segundo o presidente da Comissão Nacional do Exame de Ordem, Walter Agra JúnioWalter Agra, que também é conselheiro federal da OAB-PB, as inscrições, que terá taxa unificada em todo o Brasil de R$ 180, serão realizadas de 10 a 30 de maio. Ainda segundo o presidente, a previsão é que as provas sejam aplicadas na primeira quinzena de junho.

Com relação à segunda etapa do Exame de Ordem 2009.3, que acontecerá neste domingo, 18, Agra revelou que a expectativa é que até 18 de maio seja divulgado o resultado final do processo seletivo.


da Redação (com assessoria)
WSCOM Online

segunda-feira, 12 de abril de 2010

MP Denuncia a qualidade da Educação de Jampa

Transcrevemos notícia publicada no Portal Correio sobre a real situação das escolas de João Pessoa:

Ministério Público Denuncia a precariedad da Educação de João Pessoa
Segunda, 12 de Abril de 2010 - 13h17

Relatórios apontam problemas em escolas públicas da Capital

Falta de professores, merenda mal armazenada, prédio com cupins, problemas nas instalações hidráulicas e elétricas, carteiras e cadeiras danificadas, ausência de refeitório, banheiros quebrados e falta de acessibilidade e de segurança.


Esses são alguns dos problemas identificados em escolas de ensino fundamental e infantil da rede pública da Capital pelos conselheiros tutelares da Região Sudeste e Mangabeira.

Na última sexta-feira (9), os membros dos dois Conselhos Tutelares apresentaram ao Ministério Público da Paraíba o primeiro relatório sobre a situação de 40 escolas da rede estadual e municipal de ensino, localizadas em suas respectivas áreas de abrangência.

A Promotoria de Justiça de Defesa da Educação vai inspecionar as três unidades de ensino que apresentaram a pior situação: o Centro de Referência de Educação Infantil (Crei) Dom Marcelo, a escola estadual Poetisa Violeta Formiga e a escola municipal Duarte da Silveira.

Das 20 unidades de ensino visitadas pelo Conselho Tutelar Mangabeira, nesta primeira etapa, a que apresentou situação mais grave foi o Crei Dom Marcelo, localizado na Comunidade Paratibe, no bairro Valentina Figueiredo.


Lá, as crianças não dispõem de área de lazer e recreação, os colchões ficam espalhados pelos corredores porque não há almoxarifado, o espaço físico é precário e a ventilação é inadequada. De acordo com os conselheiros, o Crei funciona no prédio anexo à escola municipal de educação fundamental Dom Marcelo (que também apresenta problemas em relação à falta de professor de educação física e à acústica do prédio, o que atrapalha o processo ensino-aprendizagem).

Cupins e falta de professores

Já o relatório das 20 escolas fiscalizadas, na primeira etapa, pelo Conselho Tutelar Sudeste revela que a situação é mais alarmante na Escola Estadual Poetisa Violeta Formiga, localizada no Conjunto Costa e Silva, e na escola municipal Duarte da Silveira, localizada no bairro Ernani Sátyro.

Segundo a presidente do Conselho, Sandra Rodrigues Lima, a escola estadual Violeta Formiga apresenta péssimas condições físicas: o prédio está infestado de cupins, a quadra encoberta com mato, as janelas estão quebradas e há vazamentos no telhado.

Os cerca de 70 alunos matriculados não recebem alimentação escolar porque o botijão de gás de cozinha da escola foi furtado. Além disso, a cozinha não oferece as condições mínimas necessárias para preparar as refeições. A merenda prática (lanches, biscoitos e sucos) também é mal acondicionada.

“Em 2007, já havíamos feito uma fiscalização nesta escola a pedido da comunidade e os problemas constatados foram os mesmos. Solicitamos à Secretaria de Educação do Estado que tomasse providências, mas nada foi feito”, criticou Sandra.

Já na escola municipal Duarte da Silveira (onde estão matriculados 477 alunos), faltam monitor de informática e professores de inglês, geografia e educação física. A escola apresenta problemas estruturais como insuficiência de bebedouros e infiltrações no telhado. Não há quadra de esporte, biblioteca e sala de informática. Os computadores estão guardados em uma sala e as carteiras quebradas estão amontoadas no meio do pátio, colocando em risco a segurança dos alunos.

Notificação

A promotora de Justiça da Educação Fabiana Lobo vai encaminhar ofícios às Secretarias de Educação de João Pessoa e do Estado para que os órgãos se pronunciem sobre a situação das escolas visitadas pelos dois Conselhos Tutelares e providenciem a solução dos problemas identificados em cada uma das 40 unidades de ensino.

Os Conselhos Tutelares Norte e Sul também já encaminharam os relatórios sobre a situação das escolas públicas localizadas em suas áreas de abrangência. Os relatórios serão discutidos com a promotora da Educação nesta quarta e quinta-feiras (14 e 15).

Apenas o Conselho Tutelar Praia ainda não encaminhou o relatório sobre as inspeções que deveriam ser feitas nas unidades públicas de ensino localizadas na região. Nesta terça-feira (13), às 9h, será realizada audiência com os conselheiros para saber os motivos do não envio do relatório.

Parceria

A parceria do MPPB com os cinco conselhos tutelares de João Pessoa faz parte do Programa de Fiscalização da Educação Básica coordenado pela Promotoria de Justiça de Defesa da Educação da Capital. O programa tem como objetivo averiguar a qualidade de ensino oferecido na rede pública estadual e municipal em três aspectos: infraestrutura dos prédios, alimentação escolar e processo ensino-aprendizado.

Até o final de junho, todas as escolas públicas localizadas na Capital serão fiscalizadas pelos Conselhos Tutelares, que deverão elaborar e encaminhar relatórios sobre a situação encontrada nas unidades de ensino ao MPPB.

Da Ascom do MPPB

domingo, 28 de março de 2010

Professores dão aula de baderna

Reproduzo o texto do Jornalista Gilberto Dimenstein da Folha sobre a greve orquestrada pelos professores do estado de São Paulo, aparentando fortes indícios de intenções políticas e com posturas inadequadas para quem deve dar o exemplo.

Aqui na Paraíba também temos um movimento de professores.

"Fico me perguntando como os alunos analisam as imagens de professores desrespeitando a lei e atirando paus e pedras contra a polícia, como vimos na manifestação nos arredores do Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo --afinal, supostamente são os professores que, em sala de aula, devem zelar pela disciplina.

É claro que, nem remotamente, a agressividade daquela manifestação representa os professores. Trata-se apenas de uma minoria organizada e motivada, em parte, pelas eleições deste ano.

A presidente da Apeoesp (o maior sindicato dos professores estaduais), Maria Izabel Noronha, disse que estava ali para quebrar a "espinha dorsal" do governador (Serra) e de seu partido (o PSDB) --ela que, no dia anterior, estava no palanque de Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência da República.

Mas será que os alunos sabem disso? Será que vão imaginar que os professores são daquele jeito, sem limites, indisciplinados?

Todos sabemos como é difícil impor disciplina em sala de aula e, mais ainda, conter a violência. Não será com exemplos de desrespeito (de quem deveria dar o exemplo) que a situação vai melhorar. Muito pelo contrário: afinal, o que se viu foi uma aula de baderna.

Só espero que pelo menos essa lição os estudantes não aprendam. "



Gilberto Dimenstein, 53 anos, é membro do Conselho Editorial da Folha e criador da ONG Cidade Escola Aprendiz. Coordena o site de jornalismo comunitário da Folha. Escreve para a Folha Online às segundas-feiras.

sábado, 27 de março de 2010

Curso de Teoria da Computação da VU

Há uma carência enorme de cursos em vídeo na língua portuguesa sobre Teoria da Computação. Para quem tem interesse e tem condição de entender um curso em inglês, sugiro o curso da Virtual University:

sábado, 20 de março de 2010

Aula Sobre Autômatos de PIlha

Sabemos da dificuldade de achar material de qualidade sobre Teoria da Computação. Nesse sentido, achei pertinente publicar essa aula sobre autômatos de Pilha, que poderá ser útil para professores e alunos dessa área.


Estamos a disposição para contato através: Twitter:


@professorpaiva;
Facebook: @SeverinoPaiva;
Linkedin: Severino Paiva
ou e-mail: paiva.professor@gmail.com .


Vídeo aula sobre Autômatos de Pilha:

quinta-feira, 11 de março de 2010

Polícia Pacificadora no Bairro de São José

Desde o início do governo Maranhão, venho defendendo junto a amigos próximos do governo a necessidade de "ocupação" do bairro São José.

Essa ocupação seria nos mesmos moldes do que está acontecendo no Rio de Janeiro com as Unidades Pacificadoras dentro das comunidades.

Os bairros da orla(Manaíra, Tambaú, Cabo Branco e Bessa) teriam uma redução significativa dos índices de criminalidade, mas é preciso peito para fazer.

Tenho certeza que os cidaãos de bem aplaudiriam, inclusive os moradores do bairro de São José que são gente de bem que vive oprimida pelos marginais que se escondem lá.

Concursos com credibilidade duvidosa

O Ministério Público tem que ficar atento com as empresa sem credibilidade que estão sendo contratadas para a realização de concursos na PB.

São concursos feitos com instituições desconhecidas e que põe em risco a credibilidade desses certames e do próprio concurso público.

Determinadas questões não medem o conhecimento do candidato e ainda podem evidenciar uma possibilidade de fraude no concurso. Veja a questão esdrúxula que foi utilizada em uma prova de atualidades de um concurso recente na Paraíba:

"Distrito Federal tem o terceiro governador em 12 dias.Sem apoio político e ameaçado de impeachment, PauloOctávio renunciou. No lugar dele assumiu um aliado dogovernador afastado, aliado de José Roberto Arruda eque foi escolhido para substituir o então presidente daCâmara, Leonardo Prudente, aquele deputado distritalque foi flagrado colocando dinheiro nas meais.(http://g1.globo.com/bomdiabrasil, 24/02/2010).

Foi cobrador de ônibus, vendeu picolé e estava noterceiro mandato de deputado distrital e assumiu nolugar de Paulo Octávio.O governador do Distrito Federal é:
A. Agripino Maia.
B. Marcelo Toledo.
C. Wilson Lima.
D. Roberto Gurgel.
E. Leonardo Prudente"

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

As mudanças da política e a pouca vergonha

Se nós fizermos uma análise dos últimos seis meses na política da Paraíba, veremos quantas mudanças ocorreram neste intervalo. Quantas diferenças !

Há posições que seriam inacreditáveis há algum tempo atrás, mas, hoje, são concretas, reais.

Alguém diria que é a dinãmica natural da política. Eu diria que é falta de vergonha na cara mesmo.

Quantos estão só fazendo de conta que estão com um quando na verdade estão com o outro ? Quantos estavam com um e agora estão com outro ? Quantos estão só esperando para dar o pulo do gato ? Quantos se estranhavam, trocavam farpas e hoje estão de braços dados ? Quantos se diziam difrentes e estão tão iguais aos demais ?

Como podemos explicar essa dança das posições ? Eu não consigo e voce ?

Talvez a explicação seja só a sede de poder mesmo.