sexta-feira, 18 de maio de 2012

SINTO VERGONHA DE MIM

Sinto vergonha de mim…
por ter sido educador de parte desse povo,
por ter batalhado sempre pela justiça,
por compactuar com a honestidade,
por primar pela verdade
e por ver este povo já chamado varonil
enveredar pelo caminho da desonra.

Sinto vergonha de mim
por ter feito parte de uma era
que lutou pela democracia,
pela liberdade de ser
e ter que entregar aos meus filhos,
simples e abominavelmente,
a derrota das virtudes pelos vícios,
a ausência da sensatez
no julgamento da verdade,
a negligência com a família,
célula-mater da sociedade,
a demasiada preocupação
com o “eu” feliz a qualquer custo,
buscando a tal “felicidade”
em caminhos eivados de desrespeito
para com o seu próximo.

Tenho vergonha de mim
pela passividade em ouvir,
sem despejar meu verbo,
a tantas desculpas ditadas
pelo orgulho e vaidade,
a tanta falta de humildade
para reconhecer um erro cometido,
a tantos “floreios” para justificar
atos criminosos,
a tanta relutância
em esquecer a antiga posição
de sempre “contestar”,
voltar atrás
e mudar o futuro.

Tenho vergonha de mim
pois faço parte de um povo que não reconheço,
enveredando por caminhos
que não quero percorrer…

Tenho vergonha da minha impotência,
da minha falta de garra,
das minhas desilusões
e do meu cansaço.
Não tenho para onde ir
pois amo este meu chão,
vibro ao ouvir meu Hino
e jamais usei a minha Bandeira
para enxugar o meu suor

ou enrolar meu corpo
na pecaminosa manifestação de nacionalidade.

Ao lado da vergonha de mim,
tenho tanta pena de ti,
povo brasileiro !

***

” De tanto ver triunfar as nulidades,
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus,
o homem chega a desanimar da virtude,
a rir-se da honra,
a ter vergonha de ser honesto “.

(Rui Barbosa)


quarta-feira, 2 de maio de 2012

A missão mais nobre de um parlamentar é de fiscal do interesse público

Transcrevo matéria do portal de notícias http://www.clickpb.com.br/ cujo autor é o competente jornalista Clilson Jr, noticiando a decisão favorável ao nosso mandato no que diz respeito a denúncia feita contra a gestão Ricardo Coutinho.

"TCE manda Ariane Sá devolver R$ 88.490,00 por “despesas sem comprovação” paga a ex-secretária demitida por RC 02 de Maio de 2012 - 12h23Clilson JúniorElisa Pereira e Ariane Sá


O Tribunal de Conta do Estado da Paraíba julgou irregular o procedimento licitatório n º 03/2008 decorrente de denúncia formulada pelo ex-vereador Severino Paiva, embasada em uma reportagem publicada em 2008 no “O Blog do Clilson“, que se referia a indícios de favorecimento da ex-secretária de Educação de João Pessoa, professora Elisa Pereira Gonsalves.

Pela decisão do TCE, a atual Secretária de Educação de João Pessoa, Ariane Norma Menezes de Sá, terá que devolver R$ 88.490,00, (oitenta e oito mil, quatrocentos e noventa reis) referente à despesa sem comprovação no curso de biodança ministrado pela ex-secretária Elisa, após ser demitida pelo então prefeito de João Pessoa, Ricardo Vieira Coutinho.

De acordo com a denúncia, no dia 25 de setembro de 2007, a Secretária de Educação e Cultura do Município de João Pessoa Ariane Norma de Menezes Sá, homologou e ratificou a inexigibilidade de licitação n°. 06/07 em favor da Professora Elisa Pereira Gonçalves no valor de R$ 174.000,00 (cento e setenta e quatro mil reais), por meio do processo administrativo nº. 031076/2007, que teve por objetivo o curso de Educação Biocêntrica para os professores da Rede Municipal de Ensino.

Cinco dias após a dispensa de licitação, no dia 01/10/2007 foi empenhado em nome da ex-secretária municipal de educação de João Pessoa, Elisa Pereira Gonsalves, o valor de R$ 87.000,00 (oitenta e sete mil reais), referente conforme documento de empenho nº 012851, tendo como objeto do empenho “Curso de Biocêntrica para professores da rede municipal de Educação”. Vinte dias após o empenho a professora Elisa começou a receber em duas parcelas o valor empenhado: Dia 20/11/2007 o valor de R$ 37.115,63– sendo descontados os impostos de R$ 8.115,63– percebendo o valor liquido de R$ 29.000,00. No dia 28 de dezembro de 2007, véspera de ano novo, a professora Elisa recebeu a segunda parcela do empenho no valor de R$ 38.565,63 – sendo descontados os impostos de R$ 9.565,63 – percebendo o valor liquido de R$ 29.000,00.

Já em 2008, a prefeitura de João Pessoa voltou a empenhar em nome da professora Elisa Pereira Gonsalves, ex-secretária municipal de educação, o valor de R$ 88.490,00. O Empenho de nº 0100863 é datado em 13/05/2008 e traz como referencia “fornecimento de serviços prestados educacionais relativos ao curso de educação Biocêntrica para os professores da rede municipal de ensino”.