quinta-feira, 30 de abril de 2015

A Bela da Tarde

Lá vem ela
A Bela da tarde, adentrando na passarela
A nossa praça parece parar
Todos param e admiram a Bela
Suspiram de encantamento ao ver o seu caminhar


Cabelo longo, bem preto e liso
Pele branca num corpo belo
Tanta harmonia aproxima-nos do paraiso
Leva-nos a um êxtase sem paralelo


Vem sempre acompanhada dele
Quem com seus rosnados os admiradores repele
O que não nos impede de o invejar
O que não dariam para estar em seu lugar


De um lado para o outro em seu lindo caminhar
Deixando-nos a admirar e invejar o seu passeio
Caminhar mais belo aumenta o nosso anseio
De ver a Bela da Tarde passear

Nenhum comentário:

Postar um comentário